VISITE NOSSA HOME E VEJA MAIS PROJETOS DA CASA COR SP

O pavilhão de Guilherme Torres na Casa Cor se inspirou no trabalho da decoradora norte-americana Dorothy Draper. Para quem mais era melhor.
Com pisos paginados em preto e branco, boiseries extravagantes de gesso
e puxadores superdimensionados, seus ambientes eram excêntricos,
exuberantes e glamourosos.dorothydraper modernarium

 

A história desta pioneira do décor se funde à
própria história do design de interiores como atividade profissional. Seu
escritório, no qual trabalhou incansavelmente dos anos 1920 aos 1960,
produziu uma série de projetos emblemáticos, entre eles hotéis grandiosos.
Também deixou sua marca no Brasil, com os interiores que assinou para o
Palácio Quitandinha, uma joia tomabada pelo Patrimônio Histórico Nacional,
na região Serrana do Rio de Janeiro.

b7c07d5b88c9201676842df4eebafb85 RAY W CLARKQuitandinha Foto:  Pinterest Ray W Clark

Guilherme Torres _ Fotos Caio Amaral _2015_0047
Na edição 2015 da Casa Cor São Paulo, o arquiteto Guilherme Torres  criou  em 400 metros quadrados, uma
visão cosmopolita, lúdica e contemporânea que revisita os tempos áureos
do edifício do Jockey Club, sede do evento e palco de festas memoráveis do
high society paulistano nos anos dourados. A inspiração gráfica aparece logo na entrada com o piso e a lareira Construflama com contrastes em preto e branco.

Casa Cor Imprensa - Fátima Amaral _0366
Em tempos de austeridade e contenção, Guilherme prefere tomar o sentido
oposto ao revisitar o luxo de uma época sem estigmas datados, criando sua
própria interpretação do gosto que partilha em comum com o legado de
Dorothy – toques de fantasia e dramaticidade, contrastes de p&b e alguma
ousadia nas proporções. “Não gosto de ficar preso às minhas próprias
fórmulas. Acredito que mostras e exposições são lugares de escapismo,
próprios para aflorar a criatividade e deixar a imaginação solta” conta.
A majestosa sala de jantar, que constrasta os aparadores longelineos concebidos pela Todeschini, com um lustre
Baccarat de 3m de altura e uma mesa de banquete do seculo XIX que
pertenceu a um castelo francês, da Espaco Cardeal, ladeada por dezenas de
cadeiras Canthu, de Sergio Rodrigues.

Guilherme Torres _ Fotos Caio Amaral _2015_0052 tratada
Uma biblioteca no acabamento Ouro Preto, exclusividade Todeschini, é o
ponto focal do pavilhao social, que apresenta ares palacianos gracas ao
enorme pe direito e ao delicado trabalho de boiseries nas paredes.

Casa Cor Imprensa - Fátima Amaral _0359Guilherme Torres
O conceito do arquiteto foi imaginar um contexto historico para a pele do
espaco, e assim contrastar com a curadoria de arte e moveis
contemporaneos de diferentes epocas. Tanto pecas desenhadas pelo
arquiteto como icones do design brasileiro dos anos 50, como Percival Lafer,
o tapete gráfico da Kamy .

Fotos Caio Amaral e Pinterest

Clique na imagem abaixo e veja a agenda do evento:

casa cor capa face