A Vejinha Rio de 19 de outubro trouxe vários ambientes apoiados pela Construflama na Casa Cor Rio:

20161021_100510

Ambiente de Mário Santos com lareira Construflama

 

“Nas asas da Panair

FELPE FITTIPALDI
(Foto: FELPE FITTIPALDI)

 

Inspirada em seus antigos moradores, a sala de leitura de Mário Santos mistura decoração e história. Objetos achados no casarão durante os preparativos da mostra foram incorporados ao projeto. Entre eles destacam-se a maquete de um avião DC-7 da Panair do Brasil e um pôster do documentário feito sobre a extinta companhia aérea. Duas grandes poltronas de couro com pufes, painéis de louro-freijó e uma mesa-lareira de granito, com nichos para livros, dão um clima sóbrio e acolhedor ao espaço.”

Casa de Vidro do Studio Eloy e Freitas tem lareiras Construflama no interior e no jardim.

20161021_100719

“Escritório com vista

 

DENILSON MACHADO_DIVULGAÇÃO
(Foto: DENILSON MACHADO_DIVULGAÇÃO)

Concebido por Gabriela Eloy e Carolina Freitas, e com o deslumbrante jardim de Roberto Burle Marx como cenário, o escritório tem paredes de vidro que valorizam a natureza ao redor. Para reforçar o clima de refúgio e de contemplação, Maneco Quinderé criou iluminação em LED em um espaço onde predomina a cor cinza, o tom coringa da temporada. A tecnologia de ponta com preocupação ecológica está presente no ar-condicionado sustentável, cujo consumo de energia é quase nulo, ao captar o ar quente externo e transformá-lo em ar frio.”

A lareira fornecida pela Construflama tornou ainda mais feminina e romântica a suite do Jardim de Márcia e Manu Müller

20161021_100545

“Suíte no jardim

 

ANDRÉ NAZARETH_DIVULGAÇÃO
(Foto: ANDRÉ NAZARETH_DIVULGAÇÃO)

 

A dupla de arquitetas Márcia Müller e Manu Müller, mãe e filha, projetou um pavilhão de hóspedes que, além de confortável, se destaca pela sustentabilidade. De ferro, vidro e madeira com selo verde (oriunda de florestas com manejo controlado), a estrutura ganhou decoração que mescla peças de antiquário com mobiliário moderno. Nesse último quesito, encaixa-se a cama de casal automatizada, que oferece diversas inclinações e função massageadora. Os tecidos são assinados pela artista Mucki Skowronski.”

A Cabana Ecológica de Duda Porto recebeu dua lareiras Construflama uma para o interior e outra para o lounge externo.

“Cabana ecológica

 

FELPE FITTIPALDI_4
(Foto: FELPE FITTIPALDI)

 

FELPE FITTIPALDI_5
(Foto: FELPE FITTIPALDI)

Sucesso na edição 2014 da Casa Cor, a arquitetura modular de Duda Porto está de volta. O recanto de linhas retas e traços simples demorou apenas quinze dias para ser montado, sem gerar resíduos e com mínimo impacto. O loft de estrutura metálica, construído sem tijolo nem cimento, ganhou revestimento de madeira de reflorestamento e tem isolamento térmico de PET reciclado. Sustentável, confortável e elegante, o espaço é dotado ainda de janelas com aberturas diagonais para melhor captação do vento, placas de energia solar e calhas para a reutilização de água da chuva. Do lado de fora, uma casa na árvore completa o projeto.”

Veja a matéria completa em:

As tendências e atrações da Casa Cor Rio 2016